Algumas das nossas prisões

54398728125181147

Quando nossas decisões decepcionam outras pessoas, o nosso mundo se choca com a realidade de terceiros; até que ponto eles devem interferir, ou mesmo, até onde podemos permitir que nos influenciem nas decisões?

Ele bate desesperadamente na porta, implora para que ela seja aberta. “Eu deveria ter escutado você! Eu quebrei minha cara, e estou arrependido.” Mas em outro lugar, existe um Ela ordenando que a deixe sair. “Você não pode controlar a minha vida! Eu preciso ter autonomia do que realmente quero!”

Ele se sentia infeliz e desiludido, precisava voltar para o seu mundo pequeno, assim pensava… O coração dele era aquecido e protegido. Ela se sentia infeliz e desiludida, precisava sair daquele mundo autoritário e pobre, assim pensava… O mundo é muito maior do que querem me obrigar a acreditar

Ele e Ela decidiram por si o caminho que deveriam tomar, testaram suas concepções e pagaram o preço necessário. Fecharam portas em alguns corações, mas tomaram as chaves das correntes que tinham presas em seus pés. A pergunta é: prosseguir ou se acomodar?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s